Quinta de la Rosa LBV 2012 Porto

2.408

Novo produto

Nariz muito elegante e aristocrático onde sobressaem aromas a licor de cereja, esteva e especiarias. Muito sedoso na boca, onde a fruta preta aparece embrulhada em sabores a chocolate preto. Muito rico com taninos sedosos que lhe conferem excelente estrutura.

Neste LBV todos os seus componentes encontram-se em excelente equilíbrio, a sua doçura e generosidade é compensada pela sua fruta fresca e excelentes taninos.

13,15 € com IVA

Ficha informativa

TipoVinho do Porto
PaísPortugal
RegiãoDouro
CastasTouriga Nacional, Touriga Franca, Sousão, Tinta Roriz
Capacidade75cl
Teor Alcoólico20º

Mais informação

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinta Roriz de “letra A”.
Todas as vinhas da Quinta de la Rosa estão em terroir de classificação máxima: A.

Para beber agora ou até 3 anos depois de engarrafado.
Vinho de qualidade, não filtrado e portanto sujeito a criar depósito.
Harmoniza lindamente com chocolate, puro ou em sobremesas, e com queijo.
É delicioso a solo.

Nariz muito elegante e aristocrático onde sobressaem aromas a licor de cereja, esteva e especiarias. Muito sedoso na boca, onde a fruta preta aparece embrulhada em sabores a chocolate preto. Muito rico com taninos sedosos que lhe conferem excelente estrutura.

Neste LBV todos os seus componentes encontram-se em excelente equilíbrio, a sua doçura e generosidade é compensada pela sua fruta fresca e excelentes taninos.

Os vinhos do Porto da Quinta de la Rosa seguem o estilo tradicional: fermentados com pisa a pé em lagares de granito e estagiados em balseiros e pipas (cascos de carvalho de 550 litros) de madeira muito antigos. Tal como acontece com os DOC Douro desta casa duriense, procuramos a harmonia e o equilíbrio das nossas uvas na vinha, para que se possam expressar de forma livre na garrafa.

Em 2012 o Inverno e a Primavera foram extremamente secos, o que sacrificou a vinha pela não reposição dos níveis de água. A produção foi, inicialmente, muito baixa, com uma floração muito irregular, acompanhada de mau tempo. Choveu um pouco no final da Primavera, mas virtualmente nenhuma caiu durante os meses de Verão (virtualmente, pois tivemos algumas trovoadas e alguns dias de baixas pressões atmosféricas). A falta de água fez com que as uvas ficassem pequenas e concentradas demorando mais para amadurecer. A vindima começou mais tarde do que o habitual – a 16 de Setembro – e foi feita de forma gradual.

Na Quinta de la Rosa pratica-se uma agricultura sustentável, certificada pelas entidades ADVID e SATIVA. Os vinhos não contêm, não foram produzidos a partir de, e não incluem substâncias com origem em Organismos Geneticamente Modificados. Não são usados quaisquer produtos provenientes de animais.

Os LBV da Quinta de la Rosa são amadurecidos em tonéis durante 4-6 anos.

30 outros produtos na mesma categoria: