Niepoort Doda 2012 Tinto

2.240

Novo produto

De bonita cor rubi carregada, num ano equilibrado como 2012, o Doda mostra um aroma floral, com frutos pretos, muito complexo e com alguma exuberância. A madeira encontra-se em plena harmonia com um perfil mineral e muito delicado. De boa concentração na boca, com presença e de taninos firmes, é um vinho com muita estrutura. A mineralidade e a boa acidez trazem frescura e equilíbrio, num final de boca muito longo e silvestre. A força do Douro com a elegância do Dão em plena harmonia!

29,50 € com IVA

Ficha informativa

TipoVinho Tinto
PaísPortugal
RegiãoDouro + Dão
Ano2012
Capacidade75cl
Teor Alcoólico13.5º

Mais informação

De bonita cor rubi carregada, num ano equilibrado como 2012, o Doda mostra um aroma floral, com frutos pretos, muito complexo e com alguma exuberância. A madeira encontra-se em plena harmonia com um perfil mineral e muito delicado. De boa concentração na boca, com presença e de taninos firmes, é um vinho com muita estrutura. A mineralidade e a boa acidez trazem frescura e equilíbrio, num final de boca muito longo e silvestre. A força do Douro com a elegância do Dão em plena harmonia! Irá envelhecer com nobreza. Inspirado numa antiga ideia do pai, Rolf Niepoort, Dirk associou-se a Álvaro de Castro para criar o “vinho perfeito”. A abordagem inovadora foi a união de duas regiões vitícolas diferentes, o Dão e o Douro. A mistura das diferentes características criou um vinho expressivo, com a frescura e a elegância do Dão e a concentração e a fineza dos taninos do Douro. O primeiro Dado nasceu em 2000, uma mistura de 50% de vinho do Dão, da Quinta da Pellada, e de 50% de vinho do Douro, da Quinta do Carril. A manufactura do vinho foi, na realidade, a parte mais fácil do processo. O desafio era ultrapassar todos os problemas legais relacionados com a aprovação do rótulo. Enquanto vinho de mesa, o vinho não podia mencionar: regiões envolvidas, ano da colheita, ano do engarrafamento, ou a história do vinho... Contudo, o resultado foi um vinho extraordinariamente perfumado, com aromas de framboesa, grande riqueza e frescura no palato, taninos firmes, acidez muito viva, e com um toque cremoso no seu todo. O Dado foi produzido em 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004 e a distribuição limitou-se a Portugal. O Doda foi introduzido em 2005 no mercado internacional.

30 outros produtos na mesma categoria: