La Rosa Reserva Branco

2.070

Novo produto

Aroma de grande complexidade e elegância. Fruta madura com notas cítricas e complexidades dadas pelo estágio em barrica. Na boca, rico e sedutor, boa densidade, mas com excelente acidez que lhe proporciona frescura e comprimento de prova. Tem a riqueza e diversidade presenteada por uvas bem maduras, mas mantém um nervo e energia fornecido pela acidez e riqueza fenólica. Um grande branco.

10,50 € com IVA

Ficha informativa

TipoVinho Branco
PaísPortugal
RegiãoDouro
Castas60% Viosinho, 40% Douro: Rabigato, Côdega de Larinho, Arinto, Gouveio
Capacidade75cl
Teor Alcoólico13.5º

Mais informação

91pts Wine Enthusiast, 90pts Wine Advocate

Viosinho (60%) e Vinhas Velhas (40%), com predominância de Rabigato, Códega do Larinho e Gouveio.

Pode ser bebido agora ou envelhecido até cinco anos. Perfeito para acompanhar refeições leves e de peixe ou, a solo, como aperitivo. 

Na Quinta de la Rosa procuramos fazer vinhos harmoniosos, elegantes e que expressem a vinha e as uvas (terroir) na garrafa.
Aroma de grande complexidade e elegância. Fruta madura com notas cítricas e complexidades dadas pelo estágio em barrica. Na boca, rico e sedutor, boa densidade, mas com excelente acidez que lhe proporciona frescura e comprimento de prova. Tem a riqueza e diversidade presenteada por uvas bem maduras, mas mantém um nervo e energia fornecido pela acidez e riqueza fenólica. Um grande branco.



A fantástica qualidade de uvas na vindima de 2015 apanhou toda a gente de surpresa. Não tivemos as condições meteorológicas ideais para ter um grande ano mas ficamos muito agradados com as belas uvas que nos chegaram à adega. O inverno e primavera foram secos e com pouca chuva. Um tempo estável que permitiu um boa floração que fez prever uma vindima abundante (boas notícias depois de dois anos com produção relativamente baixa). O verão foi geralmente quente e com pouca chuva, com a excepção de uma tempestade que tivemos em Maio. Em Agosto as vinhas estavam num intenso stress devido à falta de água escurecendo as suas folhas e tornando-as acastanhadas – especialmente nas vinhas mais jovens com raízes mais pequenas. Mas a boa notícia é que a fruta sobrepôs-se a este stress e entrou na adega com elevada qualidade. A vindima foi longa e lenta. Jorge diz sempre que decidir quando começar o corte da uva é a sua decisão mais importante e este ano não foi fácil. Começamos o corte da uva branca cedo, a meio de Agosto antes da chuva. 

Na Quinta de la Rosa pratica-se uma agricultura sustentável, certificada pelas entidades ADVID e SATIVA. Os vinhos não contêm, não foram produzidos a partir de, e não incluem substâncias com origem em Organismos Geneticamente Modificados. Não são usados quaisquer produtos provenientes de animais.

Metade do lote do Quinta de la Rosa Reserva branco fermentou e estagiou em barricas de carvalho francês; e os restantes 50% em cubas de inox.
Engarrafado em Abril de 2016.

30 outros produtos na mesma categoria: